Ourique FM

Mina de Neves-Corvo prepara-se para mais 5 dias de greve

Mina de Neves-Corvo prepara-se para mais 5 dias de greve

Alentejo

Será a terceira greve só em 2017. Sindicado diz que a "administração da empresa continua a fazer de conta que não entende a natureza do conflito".

06 de dezembro de 2017

Pela terceira vez este ano, os trabalhadores das Minas Neves-Corvo em Castro Verde, apresentam à administração da Somincor, um pré-aviso de greve. Esta paralisação deverá acontecer entre os dias 18 e 23 de dezembro.



Em comunicado, o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira (STIM/CGTP-IN) dá conta de que a "administração da empresa continua a fazer de conta que não entende a natureza do conflito", tendo até ao momento apresentado "propostas que não abrangem a totalidade dos trabalhadores em luta e que são, claramente, insuficientes".

 



Com estes 5 dias de greve os trabalhadores de Neves-Corvo reivindicam o fim da laboração contínua no fundo da mina, a implementação de horários humanizados de segunda a sexta-feira, bem como a antecipação da idade da reforma dos trabalhadores ligados às lavarias, pastefill, backfill e da central de betão.



Os mineiros exigem ainda o fim das discriminações aos trabalhadores que se rejeitaram a laboração contínua, justiça na atribuição dos prémios e o fim da pressão e repressão sobre os trabalhadores.

 
Em causa está também uma proposta da Somincor para realizar turnos de 10h42 no fundo da mina.

No Ar