Ourique FM

Município de Odemira atribui 386 mil euros para apoio a empresas do concelho

Município de Odemira atribui 386 mil euros para apoio a empresas do concelho

Alentejo

A medida de “Apoio à Criação do Próprio Emprego” pretende incentivar os desempregados e os jovens à procura do primeiro emprego, que não recebam nenhum apoio social estatal, a ter uma ideia empreendedora e a implementar o seu próprio negócio.

04 de dezembro de 2017

O Município de Odemira entregou um total de 100 mil euros em apoios financeiros a 14 empresários das mais recentes candidaturas aprovadas no âmbito do Programa Odemira Empreende – Programa Municipal de Empreendedorismo e Emprego. Vários "cheques empreendedores" foram entregues pelo Vice-Presidente da Câmara Municipal, Ricardo Cardoso, em visitas aos empresários promotores, que decorreram nos dias 21 e 28 de novembro.

 

Desde 2015, através das medidas “Apoio Financeiro ao Investimento” e “Apoio à Criação do Próprio Emprego”, o Município de Odemira já aprovou o  valor total de 386.841,22€ em apoios financeiros a 71 projetos. Entre julho de 2015 e novembro de 2017 foram apresentadas 85 candidaturas.

 

 

A medida de “Apoio Financeiro ao Investimento” visa incentivar o investimento empresarial, nomeadamente todo o investimento que seja relevante para o desenvolvimento sustentado, que contribua para a criação de novos postos de trabalho, apostando na qualificação profissional, na inovação e nas novas tecnologias, sendo identificadas como zonas preferenciais para investimento os núcleos antigos, as áreas de reabilitação urbana, as zonas industriais classificadas no PDM e os parques empresariais municipais.

 

A medida de “Apoio à Criação do Próprio Emprego” pretende incentivar os desempregados e os jovens à procura do primeiro emprego, que não aufiram nenhum apoio social estatal, a ter uma ideia empreendedora e a implementar o seu próprio negócio.

 

O Programa Odemira Empreende visa a promoção do desenvolvimento económico e da coesão territorial, através de várias medidas e ações para dinamizar e impulsionar o tecido empresarial, com vista à captação de novos investimentos, criação de emprego e qualificação do tecido empresarial.

 

Além dos apoios financeiros, o programa engloba a Oficina do Empreendedor (em funcionamento desde dezembro de 2015, que inclui o Gabinete de Apoio ao Empreendedor, Ninho de Empresas e Atendimento Temático), a redução de taxas municipais, apoio à fixação de empresas, incentivos fiscais e a implementação do prémio Espírito Empreendedor.

No Ar