Ourique FM

Bill Gates e Carlos Moedas coordenam projetos de Investigação

Bill Gates e Carlos Moedas

Mundo

20 de fevereiro de 2017

Há um alentejano que está a executar uma função crucial nas relações entre a União Europeia e a fundação a que o filantropo Bill Gates dá nome e alma.

 

Bill Gates é conhecido por ser o homem mais rico do mundo com uma fortuna avaliada em 79.2 mil milhões de euros segundo a revista americana Forbes. Bill Gates fez fortuna por ter fundado a Microsoft e ter introduzido um software que fez o computador mais intuitivo para o cidadão comum. Bill Gates aplica parte da sua fortuna na fundação a que dá o nome em conjunto com a sua mulher, Melinda Gates.

 

O Comissário Europeu da Investigação Inovação e Ciência, Carlos Moedas coordena a cooperação entre o programa Horizonte 2020 e a Fundação Bill & Melinda Gates em alguns projetos paralelos.

 

O Horizonte 2020 é um programa da União Europeia que visa a Investigação & Inovação, e tem um orçamento geral na ordem dos 77 mil milhões de euros. É o maior instrumento da União especificamente orientado para o apoio à investigação, através do cofinanciamento de projetos de investigação e inovação. A Fundação Bill & Melinda Gates está a colaborar com a União Europeia em diversas áreas como o combate a doenças, mortalidade infantil, problemas durante a gravidez e no desenvolvimento de vacinas.

 

E é ai que o alentejano Carlos Moedas, comissário português, e natural de Beja entra em ação. Depois de ter estado reunido com Bill Gates durante a semana que passou, ficou então estabelecido um reforço da cooperação e financiamento de projetos na área da saúde e desenvolvimento, nomeadamente a prevenção de doenças como o ébola.

 

"O Ébola matou 11 mil pessoas. Teve um custo de 4,6 mil milhões de euros. Causou recuos tremendos em três países", contudo "o mais chocante é que as coisas podiam ter sido diferentes. Se cerca de 20 milhões de euros tivessem sido gastos há alguns anos, existiria uma vacina disponível no início do surto", afirmou o bejense, Comissário Europeu da Investigação e Inovação e Ciência, Carlos Moedas na passada quinta-feira em Bruxelas.

 

No Ar